Arquivo Mensal: Janeiro 2013

cara carla

Carla querida, Você, mais do que eu, sabe bem que a vida dá voltas, que o mundo gira, que a roda anda…  Você, mais do que eu, conhece os caminhos da mudança, da troca, das novas possibilidades… Você têm grandes asas, voa para outras paragens, aceita desafios, se joga. Troca de roupa, de endereço, de trabalho, de vida. Tem a coragem dos mergulhadores e a …

grande experiência!

Eu precisava comprar uma cadeira. Coisa simples, sem estofamento, sem cor, sem truques, sem voltas. Cadeira daquele tipo que antigamente se usava de par com as maravilhosas e úteis e belas escrivaninhas.  Pois bem, sem grana e com a tarefa a ser vencida, fui ao centro velho ali pelas imediações do Paço da Liberdade: comércio super popular, brechós, bares, biroscas, putas.  O carro? No estacionamento. …

gabarito&explicações

Como expliquei no post anterior, e no post anterior ao anterior, o que aqui eu chamo de “Qual É a Música?”, é parte de um trabalho muito bacana iniciado lá na tecnologia educacional da Positivo Informática, chamado “Pitadas de MPB”, que ficava dentro de algo maior chamado “Um Gostinho de MPB”, que ficava dentro de algo maior ainda chamado “Central de Projetos” (vou parar porque …

qual é a música?

Pra quem não viu o primeiro “qual é a música?” que postei aqui, segue novamente o texto, com novo desafio. O pessoal da tecnologia educacional, da Positivo Informática, há alguns anos começou um trabalho bem bacana que envolve MPB e crianças… Aprendi com eles um exercício muito legal, se não me engano foi o Eduardo e o Luca que inventaram no primeiro ano de projeto, …

onde o fim da tarde é lilás

Eu conheci um lugar lindo! Pra lá de especial. Se o mundo realmente acabasse no dia 21 e eu merecesse um bom lugar para passar a eternidade, certamente ele seria igual. Às vésperas da anunciada tragédia maia eu estava lá, a pensar nisso… Casa bem construída. Rica em detalhes. Em cores, cheiros, sabores, bebidas. Casa colorida. Sossegada. Paz reinante. Casa de gente do bem! Gente …

o que se traz do mercado…

Aprendi ainda menina que deveria ser boazinha: emprestar os brinquedos, dividir a última bolacha, doar roupas usadas, não brigar, não mentir, não responder aos mais velhos, dar a outra face… Assim tenho passado os anos. E uma culpa que não cabe no mundo me invade toda vez que cabulo, de forma acidental ou não, algum item.  Pois hoje no mercado, na fila do caixa, estava …

Pin It on Pinterest