Sobre Curitiba Arquivo

esperando formigas

aprendi com a Niu que existe uma coisa chamada ‘correição’. tem relação com formigas. elas reúnem exército, formam tropa, agrupam-se e marcham obstinadas. escolhem objetivo, que normalmente é um lugar. com o alvo na mira, não há obstáculos. entrarão e tratarão, piso ao teto, dos males e pragas que encontrarem pela frente. acabam com aranhas, insetos e todo o tipo de inutilidades que nos tiram …

em busca do carro perdido

depois que roubaram meu carro, todas as vezes que vejo modelo semelhante fico procurando os detalhes que só o meu tinha, para ver se descubro o paradeiro. é quase uma obsessão. até nas ruas da Europa o cacoete me acompanhava. não tenho mais intenção em ocupar meu ex-carro, a não ser por motivo de venda, claro. mas me revolta que alguém tenha dedicado tempo, inteligência, …

órfã de pátria

não tenho vontade de voltar para casa. mesmo. o frio, a crise, o medo e as ameaças europeias não são suficientes para mudarem meu humor a respeito do Brasil. a minha vontade é de me plantar aqui e comprar passagem de volta só para visitar alguns, ficar o tempo entre o amor e a saudade e retornar. sei que há problemas por aqui e eles …

fora de forma

a Lívia incentivou e começamos a caminhar no parque. um antigo não-hábito que a Vera tentou, gentilmente, despertar em mim. tenho preguiça, mas pulo da cama às sete, enfio os fones de ouvido e me largo no Barigüi. é uma rotina, já faço isso há dois dias. praticamente um recorde. sempre tive boa resistência física. nas viagens, nos passeios, nas voltas pela cidade, nunca conheci …

araucária

na altura dos meus olhos, a copa da árvore, que é mais verde e mais copa que todas as outras. também tenho, sem mover a cabeça, uma araucária e sua forma esquisita, que parece ser comum, mas só porque cresci vendo paisagem cheia de outras iguais. nunca gostei de araucária, ela sempre me pareceu coisa meio estrangeira. estrangeira do planeta. e também sempre a achei …

codinome beija-flor

estava trabalhando no quartinho. uma certa monotonia no barulho das teclas, do rádio, dos carros que insistem lá fora. escrevia, cheia de desalentos internos, sobre o Congresso Nacional. nome tão bonito para esculhambação tão sórdida. Lívia chegou em gritos e risadas. mamãe, mamãe, corre aqui, vem aqui. me pedia pressa e me pedia calma. tinha um sorriso alegre e aflito. segurou na minha mão e …

ressonância magnética

fui fazer ressonância magnética. nem sei direito o que é uma ressonância magnética, mas o doutor achou que era recomendável e eu, como de costume, obedeci. estou numa escalada progressiva de exames. comecei com um raio-x, evoluí para ecografia, passei à tomografia e agora cheguei à ressonância magnética. nome bonito este. coisa sonora. e, ainda por cima, com contraste. tudo parece tão harmonioso que tivesse …

na rodoviária

sentada na rodoviária. uma moça, mais ou menos 40 anos (sim, isso pra mim é moça): você vai ficar sentada aqui muito tempo? não entendi a pergunta, mas respondi que sim. quando não entendo as coisas direito sempre respondo que sim. e ela: você pode cuidar das minhas coisas para eu ir ao banheiro? com minha afirmação, porque não sabia o que responder, largou uma …

a queda

sou estabanada. desde sempre. tropeço, esbarro, derrubo. até hoje não consegui identificar se é um problema de noção corporal ou uma coisa que vive desligada porque me distraio olhando o mundo e esqueço de prestar atenção nos detalhes ordinários. aos 15 anos, quebrei meu tornozelo. não foi culpa minha. saltei de paraquedas e tudo tinha dado certo, mas quando estava chegando no chão, o vento …

caminhada no parque

tenho ido caminhar no parque. de manhã. bem cedo. gosto bastante, me sinto saudável e atleta. enfio os fones de ouvido, encho os pulmões de ar e me jogo na pista, passadas largas, ligeiras e ritmo constante. fico orgulhosa da desportista que mora em mim e, finalmente, resolveu se apresentar para o combate. em alguns dias consegui observar uma certa hierarquia nos espaços. por partes. …

Pin It on Pinterest