Arquivo Mensal: Abril 2015

triste. muito triste

os preparativos para o 1º de maio no meio do caminho. a festa do trabalhador, que reúne música ruim, sindicalista em protesto e sorteio de brindes que disfarçam a ruína diária ou acariciam a luta individual. tudo lá, meio espalhado e meio a se fazer de irônico cenário para cenas difíceis de encarar. há coisas muitas nessa história toda e elas não se resumem nos …

abre os teus braços, meu irmão, deixa cair

“porque na vida há mais medos que perigos” (Mia Couto) não sou um tipo previdente. mesmo. basta olhar minha vida: soluções imediatas, tudo de atropelo, a curto prazo, o dia de hoje. há problemas: não tenho casa própria nem reservas para os tempos difíceis, não programo viagem, não comecei reposição hormonal no tempo certo… as vezes é um tiquinho difícil viver como se não houvesse …

minúsculas

gosto de pensar que um texto acontece a partir da amizade, bom senso, tolerância e complementaridade de alguns aspectos. uma palavra pertinho da outra a fofocar sonoridade e sentido forma grande corrente; elas, as palavras, são solidárias e dependentes, se precisam, se amam e se agarram com paixão. frase. as frases têm um tiquinho de soberba, se declaram donas das palavras. as prendem, limitam, e …

receita de tainha

cutuquei a Musa. pedi que ela voltasse a me fazer companhia nesses dias áridos. ela me vira as costas, me castiga. silêncio de mil textos. mostro a língua pra Musa, dou de ombros. tenho companhia no blog e recebi sugestões. várias. assuntos que começam em mim e terminam no mundo. ou vice-versa, não sei bem. trato por ordem de chegada. e me desculpo por antecedência …

sofrimento

quando declarei independência dos meus pais, ainda era muito menina. mas queria saber das minhas próprias decisões, trilhar caminho, tratar da vida. fiz isso em todos os sentidos. o mais gritante para todos foi o financeiro. guria que vivia com as benesses da mesada no corredor calmo e estruturado do Batel, fui para Vila Ouro Verde, uma favela lá no Uberaba com todos os problemas …

completamente sem assunto

Musa da inspiração, respeitosamente lhe escrevo. e faço isso porque lhe acredito, coloco em você minha fé, minha esperança. sei de sua generosidade e de como é atenta com os que sofrem com as incapacidades de gerarem sozinhos as criações para as próprias vidas. preciso de você. houve um tempo em que me visitava sem ser chamada. entrava sem aviso prévio ou cerimônias e ditava …

declaração de pessoa física

vontade de trocar a declaração do imposto de renda por palavras de amor, todas aquelas que não precisam de recibo e que têm no olhar a nota de comprovação. em vez de fazer contas, organizar papeis e conversar com o contador, melhor seria trocar beijos, escrever longos bilhetes de bem querer e sussurrar delícias. seria bom rever os movimentos do ano por fotografias e cartas, …

Pin It on Pinterest