Arquivo Mensal: Abril 2016

a arte de pechinchar

depois que escrevi post sobre minha incapacidade na gestão das finanças e a vontade de reverter o quadro, várias boias foram jogadas ao mar. é possível que eu as costure e faça um imenso bote. meu medo é comprar umas velas de linho, litros de rum Havana, quilos de peixe defumado e partir oceano afora, me afundando em mais contas… mas a questão aqui é …

pecado capital

estava aqui a fazer contas. não sou nada competente com grana. quando não estou na pindaíba de vender o almoço para comprar o jantar, faço as refeições em restaurantes caros sem me preocupar com o amanhã. jogo no time do tudo ou nada. nada. de susto em susto, comecei a ficar aflita em ser do jeito que eu sou. resolvi fazer umas mudanças. cortar zeros …

GIF, um jeito de comprovar idiotia

GIF, Graphics Interchange Format, que se pode traduzir como “formato para intercâmbio de gráficos”) é um formato de imagem de mapa de bits muito usado na world wide web, quer para imagens fixas, quer para animações. Wikipédia taí uma coisa que me desperta diversas reações. não sei explicar direito. quando abro um site e tem desenho de bandeirinha em movimento como se um ventinho muito …

mundo tecnológico

já disse em outras oportunidades que tenho dificuldades no vasto mundo da tecnologia. meu aprendizado se dá na marra, ditado pela necessidade. quando preciso de algum recurso, aprendo; o que significa que sempre estou atrasada – a vida inteira a um passo atrás. mas vou me virando, não sou exatamente uma topeira e o que preciso nem é lá tão complexo assim. mas tem uma …

minha voz continua a mesma

saí hoje pela manhã para fazer umas coisinhas no centro. depois de perambular pela obrigação, o dever do entretenimento. sem endereço definido caminhei pela XV. eu me distraía tranquila quando passei por uma loja de cosméticos e lembrei que precisava de creme para o cabelo. problemas começaram a desabar numa velocidade apavorante. o primeiro obstáculo foi driblar o cara do microfone. veja bem, eu queria …

o problema de quem não tem problema

minha mãe veio para o almoço. rindo entre babaganuch e hommus, lembrando momentos na companhia de falafel e arroz com lentilha, contando novidades enquanto alguém pedia, me passa o tabule, chegamos ao momento de hoje de cada um dos presentes na mesa – e de uns outros que não compareceram sem temer citações. misto de Polônia e Ucrânia, minha mãe traz no sangue uma preocupação …

significado dos sonhos

O sono é como uma outra casa que poderíamos ter, e onde, deixando a nossa, iríamos dormir. Marcel Proust cheguei em casa segunda-feira pela manhã. as deploráveis condições não foram mais nem menos do que em outra situação de viagem longa. fechar malas, carregar malas, espera de aeroporto, medo de morrer no meio do oceano, posição imutável dentro de avião, filas, recuperação de bagagem, banheiros …

Marathon de Paris

gosto de imaginar as pessoas. suas famílias, hábitos, comportamento, problemas, alegrias, soluções. uma sacola no metrô é pano pra muita manga. a conversa na mesa ao lado, as compras no carrinho do mercado, posição na fila do banco, número de papéis dentro da carteira. tudo é primeira pista para um vasto rio de fantasias que navego muda e em segredo sobre a vida alheia. hoje, …

Pin It on Pinterest