esperando formigas

aprendi com a Niu que existe uma coisa chamada ‘correição’. tem relação com formigas. elas reúnem exército, formam tropa, agrupam-se e marcham obstinadas. escolhem objetivo, que normalmente é um lugar. com o alvo na mira, não há obstáculos. entrarão e tratarão, piso ao teto, dos males e pragas que encontrarem pela frente. acabam com aranhas, insetos e todo o tipo de inutilidades que nos tiram …

em busca do carro perdido

depois que roubaram meu carro, todas as vezes que vejo modelo semelhante fico procurando os detalhes que só o meu tinha, para ver se descubro o paradeiro. é quase uma obsessão. até nas ruas da Europa o cacoete me acompanhava. não tenho mais intenção em ocupar meu ex-carro, a não ser por motivo de venda, claro. mas me revolta que alguém tenha dedicado tempo, inteligência, …

ici repose…

pode ser que tenha sido aquele silêncio, grande e imenso, combinado com minha marcha em direção a lugar especial que me tenha despertado coisa nova. ou talvez apenas a rispidez daquele vilarejo belo e trancado nele mesmo, sem dizer um meio sorriso a quem é de fora. ou pode ter sido que o frio tenha promovido um curto circuito qualquer dentro de mim. não sei …

órfã de pátria

não tenho vontade de voltar para casa. mesmo. o frio, a crise, o medo e as ameaças europeias não são suficientes para mudarem meu humor a respeito do Brasil. a minha vontade é de me plantar aqui e comprar passagem de volta só para visitar alguns, ficar o tempo entre o amor e a saudade e retornar. sei que há problemas por aqui e eles …

novo livro novo

tenho novo livro pronto. prontinho. coisa fofa, proposta cheia de estampas e texturas. tudo bem bonito. um tema que usei de subterfúgio para não me entregar a uma escrita maior que me assombra e me convida; me chama e me expulsa; me pega e me joga – tenho cá meus tribunais que acabam me impedindo de seguir. perdi o bonde da publicação de fim de …

grisalha

não foi uma decisão engajada, politicamente pensada ou esteticamente avaliada. nos últimos tempos, tenho acordado com a ideia de que meus cabelos brancos tomarão toda juba. pronto. chega de hena, chega de disfarces, chega de tapar o sol com a peneira – ou os grisalhos com o castanho dourado. resolvi, e isso não quer dizer nada, que cada fio branco terá o respeito que merece …

fora de forma

a Lívia incentivou e começamos a caminhar no parque. um antigo não-hábito que a Vera tentou, gentilmente, despertar em mim. tenho preguiça, mas pulo da cama às sete, enfio os fones de ouvido e me largo no Barigüi. é uma rotina, já faço isso há dois dias. praticamente um recorde. sempre tive boa resistência física. nas viagens, nos passeios, nas voltas pela cidade, nunca conheci …

araucária

na altura dos meus olhos, a copa da árvore, que é mais verde e mais copa que todas as outras. também tenho, sem mover a cabeça, uma araucária e sua forma esquisita, que parece ser comum, mas só porque cresci vendo paisagem cheia de outras iguais. nunca gostei de araucária, ela sempre me pareceu coisa meio estrangeira. estrangeira do planeta. e também sempre a achei …

antes de chegar a Marte

sabe esses sites de notícias que perguntam se podem enviar notificações? pois então, vira e mexe, eles mudam a posição da resposta a que estamos acostumados. tempos atrás, estava a ler qualquer coisa, quando veio a pergunta. no gesto condicional pensei em ‘agora não’ e teclei em ‘permito’. desde então, meu trabalho é interrompido por informes que não me interessam e que me fazem perder …

Pin It on Pinterest