Arquivo Mensal: Janeiro 2016

a idade das minhas amigas

quando eu era criança, uma mulher na casa dos trinta anos já estava passando do ponto. ponto de quê? sei lá, de namorar, de casar, de procriar, de qualquer coisa que era apenas permitida às mais jovens. em vez de estar “no ápice poético da vida”, como descreveu Balzac em “A mulher de trinta anos”, na minha infância uma balzaquiana estava condenada, como se isso …

calendário&beleza

também, em movimento contrário, bizarrices sobre a aparência; gente louca a fazer coisas inacreditáveis para enfrentar o espelho e os olhares alheios. nunca fiz plástica, por incompetência não consigo emplacar regime, mas sou completamente favorável que as pessoas façam suas moderadas gambiarras para se sentirem melhor. eu, por exemplo, passo hena no cabelo porque é muito grisalho e não gosto; se tivesse mais força moral …

estátua: s.f. Obra de escultura em relevo pleno, que representa um ser animado. / Fig. Pessoa imóvel, sem ação.

dia desses contornando a pracinha, vi um maluco a conversar com o busto de Alfredo Andersen. disse-lhe algumas coisinhas, deu-lhe um tapinha camarada no ombro e foi-se embora. achei graça e fiquei curiosa sobre o papo. que será que o cara confessou a Andersen? e como obteve resposta tão significativa que lhe despertou o gesto amigável? as vezes conversar com uma estátua pode ter grande valia… …

UAU!

repare na estampa dessa mulher. obviamente ninguém precisa da minha ajuda para conclusão unânime: linda! agora que você já viu, eu te conto: ela não é só este rosto que tira o fôlego de todo mundo. é talentosíssima. cantora. sueca. uns exemplos? tenho: cantou no Blue Note, em Tóquio, em Londres, Istambul, Moscou, Helsinque, em Paris. cantou num monte de lugares, aqui no Brasil também. …

quando a gratidão é maior que tudo

quem escreve sabe, a solidão é quase uma exigência para o ofício. mesmo numa redação apinhada de gente ou num voo lotado ou na mesa de um café, em algum momento é preciso se enclausurar em si mesmo, desprezar vozes e movimentos e recorrer ao baú particular. concentração. durante muitas horas trabalho sozinha. fico aqui, enfurnada em mim mesma, com uma musiquinha e o olhar …

terça-feira à tarde

eu olho para o cão, quase uma década e meia de vida, e tudo, todos os significados estão ali. seu pelo branco, sua visão gasta, seu sono sem fim, seus olhos tristes, sua pouca empolgação para as coisas do mundo, seu entendimento sobre o que é importante. meu cachorro é o resumo do que somos nós, agora ou depois… mais difícil que perceber companheirinho de …

quando os rostos não são vistos

na semana que passou tivemos um problema grave por aqui. o irmão da Jéssica desapareceu. ele é um guri que tem contratempos nesse mundo tão diverso e mesmo assim tão mesquinho entregue à hipocrisia de que todos somos iguais, irmãos. o Mikael tem algumas dificuldades físicas e mentais. mesmo assim, dá a volta em sua síndrome e procura viver da melhor maneira possível. como eu …

por favor, leia Rubem Braga

treco difícil é fazer propaganda de si mesmo. se auto-elogiar é uma das mais desonrantes formas de dizer ao mundo a que veio. estou a sofrer dentro dessa maldita questão. publiquei livro. leio, acanhada, tímida e desconfiada, comentários positivos, publicações a enaltecer a obra, generosidades em mensagens. tudo isso é bom. perigoso, mas bem gostoso. sei que entre meus devaneios de independência figura a dificuldade …

convite irrecusável

atenção gente boa desse Brasil branco, preto, mulato, lindo como a pele macia de Oxum… cá estou para estender convite. a Ieda abriu as portas do Wonka e me chamou para fazer parte do seu, como direi, violento sarau, o Vox Urbe. para melhorar minha vida e meus textos, reuniu uma turma da pesada: Lais Mann, Inés Gutiérrez, Etel Frota, Lina Faria, Rogéria Holtz, Paulo …

anúncio

uma das coisas estranhas deste lado do oceano é a forma direta que se avalia o status de uma pessoa pelo carro que ela tem. o pior vem depois, a partir desta classificação absurda, é estendida uma faixa para dizer quem ela é. ai que preguiça! por conta de vários pormenores que rastejam lado a lado, decidi que não terei mais carro. chega! não quero …

Pin It on Pinterest