afogada

eu estava toda feliz e sorridente, equipada e capacitada, com computador novo. o meu lindinho, fininho, eficiente e companheirinho MacBook Air chegou por meu Mecenas em assuntos tecnológicos, Alex.

 
(antes de prosseguir com a história é importante fazer um parênteses para o Alex. ele vem sustentando minhas necessidades e caprichos de hardware desde o meu primeiro iPhone. com simplicidade e despojo, sempre faz isso como quem manda pelo correio uma caneta Bic. ao mesmo tempo em que nutre interesse e conhecimento por todas as parafernálias da tecnologia, e tem todas, também é dono de um desapego invejável.)
 
como estava a falar, vivia minha lua de mel com o fininho da Apple. sábado passado, dei uma saidinha de casa, coisa rápida, cinco minutinhos. fui até ali para voltar em seguida. no meio do caminho, chuva torrencial, pedras, vendaval. a janela do quartinho estava aberta e nem o telefonema desesperado pra casa e atendido prontamente foi capaz de poupar a máquina. 
a água se entranhou pelo sistema, percorreu seus transmissores, oxidou peças e afogou o pobre. 
com o orçamento de conserto veio sua sentença de morte. 
 
não tenho coragem de ir buscar a carcaça que em tão pouco tempo acumulou muita coisa. pânico ao pensar que as lembranças de uma vida podem ser perdidas e as apostas de futuro também tenham sido submersas. 
os trabalhos estavam lá, os textos, as fotografias… agora imagino-os boiando desfigurados numa imensa piscina em formato de maçã cortada ao meio e mordida na ponta. 
 
antes de qualquer coisa, achei que tinha que contar para o Alex. eu parecia criança que quebrou brinquedo novo já no dia 26 de dezembro, escolhia as palavras para misturar inconsequência, fatalidade, azar, tristeza. ele fez o que? gargalhou! “você precisa comprar um ar condicionado para não correr esse tipo de risco.” e se precipitou nas providências de não me deixar sem máquina. 
 
não sei se continuo com esse ar de lamento por ter feito tamanha besteira ou se compro fogos de artifício para comemorar a grande sorte de conhecer o Alex. e atenção!, essa, nem de longe, é uma de suas melhores qualidades…
 
 
 

quer comentar? não se acanhe.

Pin It on Pinterest

%d blogueiros gostam disto: