classe A

nunca dei muita importância a algumas coisas que me apontavam como interessantes, importantes ou necessárias. uma delas, a viagem em primeira classe.

claro, no avião dá muita vontade. mais por providências de ordem prática do que pelo luxo propriamente. não é fácil acomodar 1,80m na econômica e não ter um beliscão na coluna, uma puxadinha na perna, um creque-creque no pescoço. 

por conta das maluquices da minha amiga Janete experimentei, primeira vez, primeira classe em trem. nem queria, nem concordei, só obedeci a compra do bilhete. 

ah! eu nasci para primeira classe! sou chegada a todos os tipos de paparicos, sorrisos, mimos, atenções, preocupações… e lá tem tudo isso e mais, muito mais.

na rota Amsterdam-Paris descobri que primeira classe não é luxo nem frescura, é questão de sobrevivência com uma porção de coisas que enfeitam, colorem e alegram o básico. coisa interessante, importante e necessária.

ninguém resiste, ninguém passa por ela sem transformações… daqui pra frente, tudo vai ser diferente…

   

  

quer comentar? não se acanhe.

Pin It on Pinterest

%d blogueiros gostam disto: