cronograma

resolvi tratar 2015 com respeito. se tenho que obedecer a esse calendário que me dita quando as coisas começam, quando devem começar, então aproveito os primeiros raios para estabelecer uma relação com o ano, com o tempo.
fiz uma lista no meu caderninho. anotei objetivos, prazos, métodos, motivos, justificativas para as coisas que me farão sair desse ciclo com o sentimento de realização.
optei por lances práticos, táteis, desses que a gente vê, pega e sabe avaliar. sem sombra de dúvidas, sem margem de erro, sem desculpa. é sim ou não. ponto final.
me enchi de obrigações. algumas até bem estapafúrdias e inúteis para minha felicidade transcendental, mas estão lá, anotadinhas, todas pertencentes a um grande esquema que, para minha total competitividade comigo mesma farão aquela forçação de barra para a superação. vamos ver.
na verdade, o maior desafio do ano vem com um gigantesco pisca-alerta, um giroflex dentro da cabeça pela consciência de organizar melhor as coisas.
não é mais possível viver como se não houvesse amanhã…

há. haverá.    
 
 

quer comentar? não se acanhe.

Pin It on Pinterest

%d blogueiros gostam disto: