e eu fiquei assim, calada sem latim

Quando abri os olhos hoje pela manha pensei: “tomara que esse dia acabe rápido!”. Caminhei para minha rotina sem ânimo nem humor. Tentei escorregar pelo ralo do chuveiro as preocupações cotidianas, respirei fundo, ensaiei cantar… coloquei roupa sem passar, batom sem cor, sandália sem salto.
 
No caminho para o trabalho reparei nas flores, nas árvores, na música. Tédio! Por que será que tem dia que é assim?   
 
Eu sou habituada a viver sob o signo da paixão. Tudo é muito: ótimo, péssimo, preto, branco… quando estou assim, meio morna, meio tonta, meio desbotada fico cansada. Não sei lidar bem com os tons pasteis…
 
Mas a verdade é que torcer para que um dia passe logo é uma burrice sem fim, porque cada dia a mais é um dia a menos. E pra que que serve um dia em que dele não se aproveitou nada? Pra onde vai esse dia completamente infrutífero, que não se semeou nem colheu nada? 
 
Eta vida besta!
 
Preciso ser invadida por uma onda de ânimo…
 
Socorro Taís!!! 
 
 

2 Comentários

quer comentar? não se acanhe.

Pin It on Pinterest

%d blogueiros gostam disto: