minhas amigas


“A amizade é um amor que nunca morre”
(Mário Quintana)

Tantas vezes eu ouvi a sentença boba de que não existe amizade verdadeira entre mulheres… Esse pensamento primário, burro e de tão maldoso chega a ser ingênuo, só pode ser disparado por quem não conhece sobre as coisas da alma, principalmente da boa alma feminina.
Eu tenho a sorte de ter grandes amigas! Mulheres maravilhosas que me emprestam um pouco do que as ilumina para clarear meus caminhos. Cada uma a seu jeito, cada qual no seu tempo.
Não exijo nada nem elas me exigem. Apenas nos encontramos nos momentos precisos: levantamento de brinde, separações, falta de grana, viagem a passeio, ajuda com os filhos, escolha de roupa, troca de segredos, gargalhadas sem fim, indicação de leitura, troca de figurinhas, banho de mar, conversas por telefone, missivas manuscritas, encontros em bar, permuta de receitas, pasmaceira. E tudo que orbita a vida.
Minhas amigas são o perfume do amor. Elas trazem sempre a mão estendida e quando partem deixam as palavras a ecoar em aroma.
Algumas são muito presentes e, atentas, sondam minha vida como guardiãs de minha felicidade. Outras, são pau pra toda obra, mas só aparecem quando solicitadas. Há também aquelas de ocasião, muito grudadas por um tempo, por um assunto e depois somem no mundo, mas isso não tira nem derrota o sentimento verdadeiro – a amizade pode ser sentida por cinco minutos ou por uma vida inteira.
Tenho amigas que me chamam por mil apelidos Adri, Dri, Drica, Adrizinha, Adrianinha, Driquinha, Adriana, Mulher, Guria, Amiga, Amiguinha, Animal, Total, Adrinalina, Neguinha…
Me importa que elas sempre me chamem!
Falando assim, parece que elas são muitas. E são! Cada uma tem uma multidão dentro de si, um exército para disparar contra meus dias menores e os sentidos (principalmente o sexto) multiplicando suas e minhas possibilidades.
Não tenho a necessidade de passar por inacreditáveis perrengues para que uma amizade seja provada. O testemunho do sentimento está no olhar, na palavra, na presença, no reconhecimento.
Amo minhas amigas e o sentido que elas dão à minha vida. Adoro poder melhorar a vida delas também.
Somos almas que nos encontramos e nos entrelaçamos para que o amor possa ser mais! 

Como alguém pode duvidar disso?

6 Comentários

quer comentar? não se acanhe.

Pin It on Pinterest

%d blogueiros gostam disto: