na churrascaria

como carnes, peixes, aves. gosto de tudo que anda, nada, voa ou se arrasta. estômago de avestruz, que como também. 

mas tem uma coisa, esse lance de churrascaria é mesmo parada selvagem. sushi, sashimi, bacalhau, risoto de não sei quê e rodízio de carnes, de carnes e massas, de carnes, massas e sobremesas. ninguém é obrigado a nada, claro, cada um que dê jeito de cuidar da silhueta e do colesterol. é preciso disciplina de monge budista para se manter concentrado. não tenho. 

pior que uma churrascaria, é uma churrascaria aos domingos. 
prefiro coisa à la carte, escolho um corte, uns acompanhamentos e pronto. mas na democracia doméstica, fui voto vencido e sem perceber já estava com a senha 77 a bebericar batida de maracujá. pra que isso? 

sentamos. pedi água. primeira, e única, vitória do dia.
fazia tentativa de ser civilizada na fila do bifê e namorava aspargos e alcachofras e de repente umas polentinhas fritas pularam pro meu prato. fui seduzida também, a luz do dia e sem cerimônia, por uns aneis empanados. vai-se a cintura, ficam os aneis.
o papo na mesa só não seguia com tranquilidade porque era preciso a cada dez segundos interromper a conversa para pequenas intervenções: não, obrigada. / sim, bem fininha. / aceito esse cantinho aqui. / prefiro mal passada
ao final, sabia que havia deixado que todos os meus instintos virassem gula. eu não posso dar o primeiro gole, sei disso, e mesmo assim não resisti à primeira picanha que piscou pra mim. fiz comunhão, puxei fôlego, declarei votos e me entreguei a ela. infiel, caí nos encantos da alcatra e da maminha e do mignon e de qualquer pedacinho vulgar de carne que insistiu em rebolar na minha frente. quem me via de longe, até poderia pensar que eu era uma lady, minhas maneiras à mesa enganam um distraído, mas dentro de mim, mora um ogro insaciável. 
voltei pra casa com aquela melancolia que nasce no estômago, se espalha pelo corpo todo e faz cócegas nos ombros. para recuperar a auto-estima fiz uma jarra de chá verde. mas bebi só uma caneca a provar que tenho auto-controle.
 

quer comentar? não se acanhe.

Pin It on Pinterest

%d blogueiros gostam disto: