doce lar

chega um dia em que o público muda. 

hoje a casa esteve cheia. primeira vez desse jeito tão diferente. o caso se deu por conta do aniversário da Lívia e da vontade da Rafa em lhe fazer festa surpresa. não sei precisar o número de guris e gurias que passaram por aqui, mas foram muitos. muitas vozes. altas vozes. risadas, conversas, refrigerante no chão, bolo na cadeira, bexigas nas paredes, vela teimosa, brigadeiro, empadinha, croquete no tapete, flores na água, presentes comemorados, muita diversão. encantamento!
durante todos esses anos de maternidade vejo em casa amigos dos filhos que se revezam em finais de semana, almoços, jantares, entra-e-sai, tardes de estudo, arrumação para saídas. mas sempre no varejo. quando festa, grandes reuniões, operei em espaços maiores com possibilidade de entretenimentos diversos para que toda a energia desaguasse sem censura.
gostei de todo mundo aqui. a síndica não.
senti falta de algumas jovens pessoinhas que gosto e admiro e de uma forma ou de outra acompanho o crescimento, o adolescimento. adorei conhecer outras.
suspeito que faltou comida. sobrou alegria.
o bom disso tudo é perceber como a casa nos abraça e nos suporta a todos: minhas reuniões, meus amigos, minhas particularidades, os amigos dos filhos, as festas dos filhos, os encontros dos filhos.
não há lugar melhor no mundo, no mundo inteirinho incluindo Roma, que o lar doce lar. e quando ele está assim, festivo, é melhor ainda.
convite aos vizinhos: toquem a campainha e aproveitem a vida por aqui, o descanso fica pra outro dia.

quer comentar? não se acanhe.

Pin It on Pinterest

%d blogueiros gostam disto: