foi bonita a festa, pá!, fiquei contente

nessa semana teve inauguração de exposição no MON. Jaime Lerner e seus 50 anos de arquitetura, de criações. entre tantos feitos (que melhoraram a vida de gente que nem sabe de sua mão em suas rotinas), lançamento de livro.  
 
trabalhei no livro. com felicidade e cuidado fui ouvinte e leitora de Lerner em histórias infinitas, suas viagens sentimentais, confissões de amor e respeito à família, aos amigos, à arquitetura e à política. o prazer renovado a cada encontro foi tanto que a certa altura duvidei do fim do trabalho. 
quando penso nessa maratona de seleção e organização dos textos, flutuo. 
 
sei que o privilégio de estar envolvida num lance tão grande, tem relação direta com a generosidade do editor. mesmo assim, há um orgulho fora de lugar em participar disso. 
 
na jornada, tive a chance de me aproximar da Ilana, de quem virei fã e peço a mão para ser minha amiga pra sempre. 
 
toda a experiência de produção foi coroada por um desses momentos que ficam para sempre colados na retina. tanta gente bonita, tanta gente bacana, tanta gente alegre. a linda exposição da Valeria Bechara a fazer cenário para encontros de felicidades. 
 
as vezes dá para acreditar que a vida é boa. 
 

quer comentar? não se acanhe.

Pin It on Pinterest

%d blogueiros gostam disto: