filhinhos

a vida sem filhos deve ser mais silenciosa, ter mais grana, mais tempo e viagens diferentes.

provavelmente, a vida sem filhos não deve ter quilos de roupas para lavar, louça em cima da pia e decoração lúdica na casa.

é possível que a vida sem filhos não exija refeições na hora certa, bolos no final de semana e idas infinitas ao mercado.

eu não sei. não sei nada disso. não conheço. sempre tive filhos e a vida com eles tem risadas, gargalhadas, apoio, cinema, choro, praia, carona de amigos, outros filhos, brigas, parque, paredes com marcas de dedos, reclamações, barulho, fotos, sorrisos, braço quebrado, aporrinhação, anti-térmico, madrugada de coruja, acampamento nos quartos, toalha em cima da cama ou atrás da porta, orçamento na ponta do lápis, descobertas, movimento, alegria, imensidão.

a vida com filhos tem continuação…

com filhos, todo dia é dia, toda hora é hora. não há descanso, não há descaso, não há sossego nem monotonia.

a vida com filhos tem mais, todo dia tem coisa nova, surpresa constante que dá sentido e faz loucuras e maravilhas no cotidiano.

cópia de 10348465_833936399969334_7745685758362621498_n

10390502_856531107709863_1371514787975890791_n

 

 

quer comentar? não se acanhe.

Pin It on Pinterest

%d blogueiros gostam disto: