mergulho em Itapuã

tenho preferência pelos momentos. não consigo me ligar em grandes histórias, fatio-as sem dó nem piedade. levo na cabeça, sem princípio, meio e fim, apenas recortes de acontecimentos. minha memória funciona assim, feito lembrança de sonho.

agora, sentada aqui no quartinho, ainda me inundo de Bahia. mas não de uma viagem inteira, de dias e noites ininterruptos de maravilhas. está em mim agora mergulhos em Itapuã. literalmente mergulhos.

o primeiro foi no mar. num mar de uma cor que eu nunca havia visto nas minhas braçadas. não sei se é sempre assim ou se é coisa dos movimentos das marés, da lua, da terra, dos olhos… mas me deu a impressão de que numa água muito transparente, muito cristalina caiu uma gota verde e formou o primeiro dos verdes da paleta. um degrau mais longe, no mesmo límpido, um pingo azul e estava inaugurado o primeiro dos azuis de nossa aquarela. e só depois, onde não se nada por respeito à vastidão, é que as cores se soltam e se afirmam, não deixam dúvidas sobre sua força e se anunciam em modo vivíssimo. e lá, onde Iara costura redes e diz sim aos nossos presentes, tudo vai ficando calmo para poder nos confundir e traduzir que mar também é céu. no diáfano mar de Itapuã eu nadei na altura da praia que se chama, veja só, Rua da Música. cantei e dancei porque os peixinhos não se importam com esse tipo de manifestação.

o segundo mergulho foi entre azulejos e pedras, pintados e esculpidas por Udo Knoff para que Vinícius de Moraes aumentasse o seu prazer particular na Bahia. caí na água como se ela fosse a mesma que banhou o poeta e eu pudesse ali, daquele jeito, estabelecer comunhão com ele. foi um batismo feito por minha conta e risco sem a permissão ou o aceite daquele que elegi para paraninfo temporário. plantei bananeira, que se tornou minha forma de reza e comemoração. nadei e lembrei, sem motivo aparente, da voz de Vinícius em seu “A brusca poesia da mulher amada”.

tenho aqui, para esse domingo que ainda precisa ser vivido para poder ser lembrado, a vivência da lembrança desses dois mergulhos. axé!

IMG_1928

quer comentar? não se acanhe.

Pin It on Pinterest

%d blogueiros gostam disto: