o que cabe no silêncio

todas as palavras do mundo,
as promessas
e quase todas as brigas.
todos os sofrimentos
as alegrias,
e tudo aquilo que quero que me digas.
todo o encantamento,
o barulho, o borbulho
e tudo que a alma investiga.
toda a maldade,
o perdão,
e toda a fadiga.
todo o carinho,
a raiva, o amor
e tudo que a vida obriga.
todo som,
o canto
e tudo aquilo que mastigas.
o suicídio,
o fim da linha
e tudo que intriga.
o começo da história,
a memória, o resumo
e todo o trabalho de formiga.
todo o perfume,
o desejo, o ensejo
e toda palavra bendita.
tudo, tudo, tudo cabe
no silêncio
que periga, mendiga, religa
e está lá, na velha cantiga.

9 Comentários

  1. Estefânio
  2. Estefânio
      • Estefânio
  3. Estefânio
  4. Estefânio

quer comentar? não se acanhe.

Pin It on Pinterest

%d blogueiros gostam disto: