IAMsterdam

não tenho como hábito falar de grupo de pessoas. nem bem nem mal. não gosto de tratar coletivamente. acho injusto, chato, burro e raso. afinal, penso que essa coisa de “os brasileiros”, “os latino-americanos”, “os protestantes”, “os Sydor” etc não existe em características amplas e verdadeiras. cada um é muito mais que o coletivo. não se deve reduzir…
mas estou aqui na Holanda de novo e não há como deixar de tratar no pacote geral minha experiência.
essas pessoas lindas e loucas, solidárias e inteligentes, civilizadas e sorridentes, formam um conjunto absolutamente sedutor. não há como escapar, não há como não querer, não há como não imaginar a vida a rodar em moinhos, aros e canais…
talvez seja aqui o meu lugar. nessa terra de liberdades é que me sinto e me reconheço finalmente. é aqui que minhas responsabilidades fazem sentido e não me pesam. ao lado dessa gente tão aberta é que me sei por dentro.
sim, IAMsterdam. aqui eu sei quem eu sou.

quer comentar? não se acanhe.

Pin It on Pinterest

%d blogueiros gostam disto: