amobirim

socorro!

junho de 2015. abro minha caixa postal e tem lá, entre as ofertas da americanas.com e um cacareco imperdível do Peixe Urbano, um e-mail com o título “como ser a mulher ideal para o seu homem”. abri porque achei que era uma tiração de sarro, um texto cômico, um homem na maior zoação.

qual o quê? era coisa levada a sério. venda de um método para agarrar e manter um bofe. uma coisa inexplicavelmente ridícula. boba. humilhante. manual a adestrar mulheres para que os homens fiquem bem satisfeitos.

três instantâneos me surgem:

    1. se o produto existe é porque tem público.
    2. ainda há gente que acredita em fórmulas para o relacionamento humano como se cada um fosse apenas uma parte igual a todas as outras. nenhuma individualidade, nenhuma história, nenhuma marca, nenhum trauma, nenhuma preferência. o universo uníssono que existe dentro de cada um não importa. basta apenas ser homem ou mulher e se enquadrar no que foi decretado para o gênero. para o tal método o relacionamento humano-humano não depende de cada ponta, só de uma fórmula.
    3. o que querem as mulheres que se aventuram num desespero assim? o medo da solidão, de se olhar no espelho, de comprar um gato, de encarar a família, de ter uma samambaia? ora, ora, ora, quem está, a qualquer custo, atrás de um par, tem sérios problemas. ficar sozinha pode ser 854 vezes melhor que se submeter a golpes de submissão.

e chega desse assunto!

quer comentar? não se acanhe.

Pin It on Pinterest

%d blogueiros gostam disto: